Serras brasileiras guardam belezas naturais que deixam os mtoristas encantados

O clima de interior, a natureza exuberante e o tom bucólico das paisagens fazem das estradas que cortam as serras brasileiras grandes atrações turísticas, muitas vezes, tanto quanto a cidade destino. Por isso, alugue um carro sem melindre e comece a planejar seu próximo roteiro que contemple uma rota como esta.

As alturas das estradas garantem paradas estratégias cheias de surpresas. São mirantes com vistas espetaculares onde não precisa poupar registros e momentos de contemplação.

Lugares queridinhos dos apreciadores de ecoturismo, as serras brasileiras escondem em suas matas cachoeiras e rios que valem a visita. Tranquilidade e independência garantem um passeio mais proveitoso. Dirigir por essas vias é um convite à reflexão e à presença.

Então, prepare as mochilas, ligue o motor e se prepare para ver paisagens incríveis na Serra do Rio do Rastro, em Santa Catarina, respirar o ar da Mata Atlântica, na Estrada das Hortências, na região serrana do Rio de Janeiro, e conhecer um pouco mais da história do Brasil nas serras mineiras.

Veja cinco estradas serranas para aproveitar!

Serra do Rio do Rastro (SC-438) – Santa Catarina

Estrada corta Serra do Rio Rastro de forma surpreendente

As curvas sinuosas forjadas nas montanhas vão te conquistar. É tanta beleza natural na Serra do Rio Rastro, em Santa Catarina, que o local se tornou um cartão-postal do estado e está na lista das serras brasileiras mais bonitas. A rota está localizada na cidade de Lauro Müller, a mais de 1.420 metros de altura.

Com toda essa altura não é difícil adivinhar que o forte do local são os diversos mirantes espalhados pelo trajeto para contemplar o cenário de serrano. A sugestão é viajar num horário mais intermediário, para que a serração não comprometa o visual.

Há cachoeira também no meio da estrada que, mesmo sendo uma região fria, vale a parada para apreciar. Dirija devagar, aproveitando a paisagem e tire fotos sem moderação.

Estrada das Hortências (BR-495) – Rio de Janeiro

Belas flores colorem o caminho entre Teresópolis e Petrópolis

Esta estrada liga as cidades de Teresópolis e Petrópolis, no Rio de Janeiro. Fica localizada na Serra dos Órgãos, um lugar incrível para quem curte ecoturismo. Sinuosa e sem acostamento, a rota guarda em suas margens toda a beleza da Mata Atlântica, um deslumbre entre as serras brasileiras.

O destaque fica para quem toma esse rumo para chegar até os belos vales desta serra, que chegam até 1.500 metros de altitude. A vista é um deslumbre. É considerada uma das paisagens mais lindas do país.

As principais cidades cortadas pela estrada são Magé, Itaboraí, Tanguá, Rio Bonito, Embaú, Casimiro de Abreu e Sana. No trajeto é possível acampar, fazer trilha, pegar uma cachoeira e nadar em rios.

Rota Romântica (BR-116 e RS-235) – Rio Grande do Sul

Para curtir a dois, flores e árvores nativas complementam a paisagem serrana

A Rota Romântica passa por 14 municípios na Serra Gaúcha, no estado do Rio Grande do Sul. A estrada leva o mesmo nome que a rota na Alemanha, país de onde veio boa parte dos imigrantes que vieram para a região. O cenário bucólico e cênico é a marca registrada do passeio.

Essa rota, que possui cerca de 184 km, é para quem gosta de dirigir tranquilamente e apreciar a paisagem. A arquitetura e a gastronomia germânica estão por toda sua extensão, que se entende pelo trecho entre São Leopoldo e São Francisco de Paula.

O destaque do roteiro fica para as cidades de Nova Petrópolis, Gramado, Canela e São Francisco de Paula, queridinha dos turistas nas épocas frias do ano, por oferecer uma infraestrutura intimista e com uma forte carga cultural europeia. Um convite aos casais apaixonados e às famílias que buscam sossego.

Estrada Real (BR-040, BR-120 e BR-259) – Minas Gerais

Estrada Real guarda a história do Brasil em seus Kms

A Estrada Real tem mais de 1.630 quilômetros der extensão, o que confere a ela o título de maior rota turística do Brasil, passando pelos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

A rota se tornou uma forma de resgatar as tradições do percurso, valorizando a beleza e a identidade das cidades que corta. É um verdadeiro ode à história do país a partir do século 17, quando a Coroa Portuguesa oficializou esses caminhos para o trânsito de riquezas, como o ouro e o diamante.

Independente da história da colonização brasileiras não ser só fores, o resultado hoje é uma estrada com quatro caminhos disponíveis cheios de belezas a serem desvendadas.

A natureza presente em sua extensão são um show particular. A Estrada Real contempla, por exemplo, a Serra do Espinhaço, a Serra da Piedade e a Serra dos Órgãos, destinos incríveis para quem curte fazer ecoturismo.

Chapada Diamantina (BR-242) – Bahia

Os mistérios da Chapada Diamantina encantam a todos que se avenbturam pelas serras brasileiras

A Chapada Diamantina é um ícone dos roteiros no Nordeste para quem ama ecoturismo. É nesta região serrana da Bahia que se localiza o Parque Nacional da Chapada Diamantina, onde nascem rios como Paraguaçu e Rio das Contas, que desaguam pela estrutura montanhosa, formando lindas e inacreditáveis cachoeiras.

Algumas serras brasileiras pedem o uso de um carro mais robusto, mas toda beleza contida na região vale a pena e a viagem ganha status de aventura. A dica para quem quer curtir a paisagem é ir em períodos de menos chuva, que é entre maio e setembro. Mesmo que as temperaturas estejam mais baixas, as estradas ficam melhores e o propósito de apreciar a paisagem e aproveitar estrada, além das belezas naturais, fica mais garantido.

Conheça outros roteiros que você pode fazer de carro aqui.