O ‘óleoturismo’ é uma realidade na Espanha. Viajar pela rota do azeite se consiste em visitar os centros de produção de azeite de oliva, aprender sobre a cultura local e a fabricação e, claro, degustar essa iguaria. Portanto, esse tipo de turismo é para quem busca fugir das rotas tradicionais e para quem quer dar uma pitada extra de conhecimentos específicos às suas férias.

O primeiro passo é ter autonomia para circular, portanto, alugar um carro em Madrid para garantir a independência necessária para curtir a rota do azeite sem pressa. De “brinde” ainda pode aproveitar as lindas paisagens até os pontos de visitação. Afinal, é da Espanha que estamos falando. E viajar pela Europa de carro é sempre fascinante.

Um ponte de vidro contém azeite. Uma garrafa despeja mais líquido no pote. Ao lado há utensílios de cozinha e azeitonas
Rota do azeite na Espanha é apreciada pelos ‘oleoturistas’

Depois de motorizado na Espanha, chegou a hora de ficar por dentro da produção de azeite de oliva e fazer uma imersão na cultura da Espanha, país considerado o maior produtor desse tipo de óleo no mundo.

Todos prontos? Então, partiu conhecer um lado espanhol de sabor que poucos turistas de aventuram.

Rumo ao sul

Vidros com azeite sobre uma mesa
A rota do azeite começa na cidade

O passeio pode começar ainda na cidade. Antes de pegar a estrada e desbravar as fincas (fazendas) de azeite, é possível conhecer vários tipos deste óleo, também chamado de “ouro líquido”, em Madrid. Entretanto, o passeio deve ser considerado apenas uma iniciação.

A Oleoteca Murua fica no Mercado de San Antón. Lá, é possível provar diversos tipos de azeite e comprar aquele que fez seu paladar vibrar.

Mas não tem só azeite para aprimorar sua receita da culinária mediterrânea. No local, também é possível encontrar produtos, como cosméticos à base de azeite, patês e até chocolates.

O problema do passeio é que há tanta variedade, que dá vontade de comprar todos aqueles “ouros líquidos” incríveis logo de cara. Mas vale a pena esperar mais um pouco e ir direto na fonte.

Agora, chega a hora de ir até Andaluzia, no sul da Espanha, onde que se encontram as principais províncias produtoras de azeite, como Jaén e Málaga, para garantir o sucesso pela rota do azeite.

É também desta região que sai 80% de todo o óleo produzido no país. As cidades ficam a cerca de 3h30 de Madrid.

Segundo o Conselho Oleícola Internacional e Agencia Andaluza de Promoción Exterior, Jaén produziu 542 mil litros de azeite na safra de 2016/2017, 18% de toda a produção espanhola.

Portanto, para dar conta desse processo, estima-se que na região há 60 milhões de oliveiras plantadas.

Oro Bailén – Jaén

Construção rústica que abriga um produtor de azeite
O produtor Oro Bailén é uma das opções de parada na rota do azeite

O óleoturismo pela rota do azeite começa por uma visita guiada na sede do produtor Oro Bailén, que recebe turistas diariamente e precisa marcar a visita. Portanto, ligue com dois dias de antecedência para checar se há disponibilidade.

As visitas guiadas são feitas em espanhol, inglês, alemão e francês. O produtor oferece aos visitantes a chance de conhecer todo o processo produtivo do azeite: da extração da fruta até o envasamento do produto.

Durante quase 1h30, os turistas passam a ter informações sobre as variedades de azeite e formas de analisar o produto sensorialmente.

Um lindo passeio pela fazenda, almoço e outras atividades podem ser aproveitadas no local, que também conta com opções para famílias com crianças. O passeio custa entre 5 e 11 euros, por pessoa (preço consultado em julho de 2019).

Finca La Torre – um dos melhores óleos na rota do azeite

Uma imagem colorida mostrra uma construção ao fundo. Há árvores ao redor. Na frente, estão algumas pedras empilhadas, como uma escultura
A Finca La Torre é considerada uma das melhores fabricantes de azeite do mundo

O produtor de azeite Finca La Torre é considerado um dos melhores do mundo, porque tem sua produção bastante artesanal. Na visita, é possível ver de perto como a mágica acontece.

Um engenheiro agrônomo, geralmente, é o responsável por acompanhar os visitantes nessa imersão no mundo das oliveiras e dos azeites orgânicos e biodinâmicos.

O azeite biodinâmico é um tipo de azeite fabricado de forma bastante artesanal, porque respeita, inclusive, a colheita feita a partir da vibração das próprias oliveiras, sem máquinas. Essas características dão atributos funcionais ao óleo. Um passeio imperdível na rota do azeite.

Mas após visitar os pés de oliveira, ter a sorte de pegar um momento de colheita, ver caixas e mais caixas com a fruta e acompanhar o preparo chega o momento da degustação. Agora, é aproveitar o momento e todos os conhecimentos adquiridos.

A região de Andaluzia conta ainda com diversas outras cidades que possuem fábricas de azeite e estão abertas à visitação. Então, hora de pegar o carro e pé na estrada.